quinta-feira, 16 de agosto de 2007

poema

"I love you without knowing how, or when, or from where.I love you straightforwardly, without complexities or pride;so I love you because I know no other way than this: where I does not exist, nor you,so close that your hand on my chest is my hand,so close that your eyes close as I fall asleep."
-- Pablo Neruda

3 comentários:

  1. Lindo...

    (suspiro)

    Fizeste-me lembrar do filme 'O Carteiro', há décadas que me disseram que eu ia adorar mas ainda não consegui ver...

    ResponderEliminar
  2. aprendi por experiência que ler poesia descontrai quando temos uma tradução difícil.Vou por mais poemas no blog...

    ResponderEliminar
  3. Nunca li muita poesia, embora gostasse bastante qd estava no liceu, até escrevia umas coisitas.
    Os meus pais costumam oferecer-me uma agenda que tem uma poesia por dia (não me recordo dos editores...), tenho lido coisas lindas.
    Acho que a poesia nos abre a mente o coração ao mesmo tempo.

    ResponderEliminar