terça-feira, 2 de outubro de 2007

amor

Estou a ler uma compilação em françês de "Les plus beaux poèmes d´amour" ed. la renaissance du livre, onde está um poema de Fernando Pessoa "Le pasteur amoreux". É estranho ler Pessoa em françês, o poema acaba com esta frase: "Je ne demande rien à personne, pas même à elle, sinon penser."
Dá gosto ver o nosso grande poeta ao lado de nomes como Apollinaire, Baudelaire, Coucteau, Éluard, .....
 
As ilustrações são de uma amiga minha,e o livro termina com este poema de S. Gainsbourg: "Je suis venu te dire que je m´envais". Rir e chorar --- são assim todas as estórias de amor - mas só quem nunca viveu uma as acha "ridiculas".

Bento XVI: “Numa instituição com muitos milhares de pessoas, é impossível só haver pessoas boas” – Observador

“Bento XVI: Conversas Finais”, com Peter Seewald (Março 2017,Dom Quixote) Não ficou chocado ao ver tanta inveja, ciúme, carreirismo e...