terça-feira, 8 de janeiro de 2008

a arte de se re_encontrar

Reconhecer que há algo a encontrar é sem duvida uma porta que se abre no caminho de quem busca. Reconhecer as quatro nobres verdades enunciadas pelo Buda: que o sofrimento existe, tem uma origem, pode acabar e há um caminho que conduz ao fim do sofrimento, é a porta aberta para encontrar a solução. São verdades simples mas o budismo é simples, basta experimentá-lo, vive-lo. O Buda disse "Não aceitem o meu ensinamento apenas pelo respeito que me tem. Examinem-no e redescubram a sua verdade." Encontrar o caminho e percorre-lo na nossa própria língua, ou seja, na tradição cultural em que nascemos, é hoje um privilégio dos ocidentais que já não precisam de demandar outras terras para encontrar caminhos autênticos, adaptados e diferentes para cada um de nós. Uma pratica budista, que nenhuma psicologia contrariará, seria amar os seres pelo que eles são, sem pedir nada em troca e com toda a tolerância. Descobrir que o amor pelos outros, a compaixão e o perdão são o caminho para a felicidade, faz parte do que um ser humano digno pode praticar neste alvor de milénio.

Conceição Gomes - chodon