segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

poesia.pt

1. "Something in me was born before the stars / And saw the sun begin from far away. / […] It dates remoter than God's birth can reach […]" - Pessoa 2. "O abismo é o muro que tenho / Ser eu não tem um tamanho", "Ser outro constantemente" - Fernando Pessoa 3. "O essencial é saber ver, / Saber ver sem estar a pensar" – Alberto Caeiro. 4. "Para ser grande, sê inteiro: nada / Teu exagera ou exclui"; "Senta-te ao sol. Abdica / E sê rei de ti próprio" – Ricardo Reis. 5. "Ah não ser eu toda a gente e toda a parte !" - Do terrível "mistério" de "haver ser" à ânsia de "sentir tudo de todas as maneiras" - Álvaro de Campos. 6. "Reparei, num relâmpago íntimo, que não sou ninguém. Ninguém, absolutamente ninguém"; "Posso imaginar-me tudo, porque não sou nada" – Bernardo Soares. 7. "O futuro de Portugal […] é sermos tudo"; "É a Hora !" – F.Pessoa 8 – "Perco-me todo de mim, já não vos pertenço, sou vós"– Álvaro de Campos in http://serpenteemplumada.blogspot.com/

Sem comentários:

Enviar um comentário