sexta-feira, 18 de julho de 2008

Às vezes

"é preciso mudar o que parece não ter solução, deitar tudo abaixo para voltar a construir do zero, bater com a porta e apanhar o último combóio no derradeiro momento e sem olhar para trás, abrir a janela e jogar tudo borda fora, queimar cartas e fotografias, esquecer a voz e o cheiro, as mãos e a cor da pele, apagar a memória sem medo de a perder para sempre, esquecer tudo, cada momento, cada minuto, cada passo e cada palavra, cada promessa e cada desilusão, atirar com tudo para dentro de uma gaveta e deitar a chave fora." margarida rebelo pinto no livro"As crónicas da margarida", oficina do livro, 2003, p.132 por coincidência esta é uma não imagem esquecida.

1 comentário:

  1. Não é preciso essa crise toda. Guarda. Guarda tudo mas fecha à chave: ;-)

    ResponderEliminar