quinta-feira, 2 de julho de 2009

tradução_

"O texto original representa unicamente uma das "traduções" possíveis da experiência da realidade do autor, estando o tradutor obrigado a converter o "texto-tradução" em "tradução-texto", inevitavelmente ambivalente, porquanto, depois de ter começado por captar a experiência da realidade objecto da sua atenção, o tradutor realiza o trabalho maior de transportá-la intacta para o entramado linguístico e semântico da realidade (outra) para que está encarregado de traduzir, respeitando, ao mesmo tempo, o lugar de onde veio e o lugar para onde vai. " Saramago aqui
O autor traduz a realidade, o tradutor "re-inventa" o autor, o leitor interpreta os dois num equilibrio fugaz_ digo eu. 

Sem comentários:

Enviar um comentário