quinta-feira, 22 de julho de 2010

expandir a nossa pegada de compaixão

Quando é no verão que tantas pessoas abandonam os seus animais domésticos, seria util reflectirmos sobre a condição animal, o que como animais de companhia nos dão. Ontem ouvi uma senhora doente contar como o seu gato a tinha salvo, ao sentir que ela estava mal, foi miar a uma amiga que se encontrava noutro local, salvando assim a dona. Temos os animais que merecemos.

Sinopse do livro: MANIFESTO DOS ANIMAIS

Marc Bekoff, o maior especialista do mundo em emoções animais, mostra-nos que melhorar a forma como tratamos os animais implica repensar muitas das nossas decisões diárias e «expandirmos a nossa pegada de compaixão.»
Demonstra que os animais experimentam um vasto leque de emoções, incluindo a empatia e a compaixão, e que sabem distinguir claramente o certo do errado.
Impelido por imperativos morais e pelas realidades ambientais que nos pressionam, Bekoff apresenta seis razões essenciais para mudarmos a forma como tratamos os animais - estejam eles em quintas industriais, em laboratórios, em circos, ou na nossa natureza ameaçada:

1 - Todos os animais partilham a Terra e temos de coexistir.
2 - Os animais pensam e sentem.
3 - Os animais têm e merecem compaixão.
4 - A ligação origina respeito, a alienação origina desrespeito.
5 - O nosso mundo não tem compaixão para com os animais.
6 - Agir com compaixão ajuda todos os seres e o nosso mundo.

Se os animais falassem, seria este, positivamente, o seu Manifesto.
Manifesto dos Animais de Marc Bekoff

site em inglês do autor: http://literati.net/Bekoff/index.htm