segunda-feira, 6 de agosto de 2012

o dente

 diz a história que da cremação do corpo do Buda restaram 4 dentes. Um deles após variadas aventuras aterrou em Ceilão. Em 1560 os portugueses apoderam-se de Ceilão e do dente. Um rei budista escreveu ao vice-rei Don Constantino de Bragança, oferecendo-lhe uma grande quantidade de ouro e uma aliança diplomática em troca do dente. Uma oferta irrecusável, não fosse o arcebispo da região, Don Gaspar que argumentou que tal dente era uma heresia e devia ser destruído.
Na versão catolica tal aconteceu. Na versão budista o dente reaparece miraculosamente porque o arcebispo Gaspar destruiu um falso dente. O verdadeiro encontra-se hoje no Sri Dalada Maligawa, in Kandy, Sri Lanka.
Terá sido o vice-rei que o substituiu ou foi sempre um falso dente?
Verdadeiro ou falso pouco interessa aos crentes que o veneram e nele acreditam. Dizem as escrituras budistas que mesmo uma falsa relíquia objecto de veneração produz milagres.