sábado, 23 de novembro de 2013

eduardo luís, a mulher e o lobo, 1971

"agora sei que ... \ há sempre outro partir depois de cada chegar." ----manuel alegre, 1971

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

A América alternatica: o egoísmo \ altruísmo

1. o egoísmo extremo é representado nos USA por Ayn Rand judia que foge  da revolução russa para os USA,  a ideóloga do egoísmo extremo. Para ela os pobres são considerados como matadores do crescimento, seres que prejudicam os patrões. Logo o estado social deve ser destruído, etc, etc... conhecemos bem demais estas teorias. (consultar Playoyer pour l´altruisme - de M. Ricard, pag. 340, 2013). Ela inspira o Tea Party dos USA mas não é de modo algum uma inspiração para os que buscam um mundo melhor com um verdadeiro chá.

2.altruísmo: uma receita vegetariana:
seitan com massa chinesa: tempere o seitan com alho em pó e sumo de limão. esmague os dentes de alho e pique a cebola. aqueça o azeite num tacho, junte os alhos e a a cebola picado até começarem a amolecer. adicione uma cenoura ralada e o seitan cortado ás tiras e junte molho de soja(Tamari ou teryaki). deixe cozer 5 minutos.

À parte coza massa chinesa instantânea.

Escolha os legumes ou salada que quer comer com a massa e o seitan.

bom apetite.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

A América Alternativa: From Russia with Love

Num artigo na revista Tricycle, David Urubshurow indica-nos um numero significativo: Os 1º budistas nos USA vieram da Rússia em 1953, eram 587.
Hoje nos USA são 3 milhões ou mais.

Em 60 anos o budismo tibetano implantou-se nos USA de forma estável. Em 1979 o Dalai Lama faz a sua 1º viagem aos USA, e em 1991 a 1º viagem a Kalmykia na Rússia de onde tinham vindo os primeiros budistas.

O autor revela-nos também que o 1º mestre americano de budismo tibetano desenvolveu o código da CIA para comunicar com o Tibete e assim ajudar a fuga do Dalai Lama para a Índia.

A América era e é um alternativa para os que buscam uma nova oportunidade.

From Russia with Love | Tricycle

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

So what does your Grail look like? (And would you really want to find it?)

The Grail by Arthur Rackham
 pergunta Katherine Roberts nos livros para jovens que escreveu:  
"One of my characters, Rhianna Pendragon, has just finished a Grail Quest. Her quest has been a long one, taking place over four books and coming to a conclusion in the final title “Grail of Stars”. Although this series is aimed at younger readers, writing these books has taken me to some surprisingly grown-up places. Let me take you on my quest." ler mais aqui

Eis a pergunta pertinente feita num salto quântico:

 "Qual é o teu graal?"

domingo, 10 de novembro de 2013

olhamos o céu

e vemos a imagem do nosso sentir. Deitamos fora tudo isso que nos pesa e partimos numa viagem interior.

Os homens escrevem na terra, o céu também. A luz e a sombra mostram o caminho. As nuvens desenham um escorpião na montanha direita_ a montanha do pai. A montanha da esquerda é a mãe. No centro é a montanha vermelha do filho.

O presente cuida de si mesmo sem qualquer plano. Chegamos ao ponto em que tudo é uma manifestação do espírito. Palavras podem ser queimadas, o espaço-mente não pois é auto existente.

Consoante a noite cai, os antigos lagos tornam-se vivos: contraste e ausência de luz. Formas omnipresentes que enfeitaram o dia revelam-se como letras de uma linguagem antiga usada para comunicar com o céu. As formas separam-se dos nomes. Os símbolos dissolvem-se.

Bento XVI: “Numa instituição com muitos milhares de pessoas, é impossível só haver pessoas boas” – Observador

“Bento XVI: Conversas Finais”, com Peter Seewald (Março 2017,Dom Quixote) Não ficou chocado ao ver tanta inveja, ciúme, carreirismo e...