domingo, 1 de junho de 2014

feliz dia da criança: o teddy bear

Jon Mooallem: The strange story of the teddy bear, and what it reveals about our relationship to animals | Talk Video | TED.com: "In 1902, President Theodore Roosevelt legendarily spared the life of a black bear (neste caso uma fêmea) — and prompted a plush toy craze for so-called "teddy bears." Writer Jon Mooallem digs into this story and asks us to consider how the tales we tell about wild animals have real consequences for a species' chance of survival — and the natural world at large."
no site dedicado ao art teddy planet lemos:  In November 1902 Theodore ‘Teddy’ Roosevelt, 26th President of the United States, was hunting in Mississippi.  The President failed to make a kill so his hosts caught and tethered a bear, presenting it to the President as a sitting target.  Naturally the President refused, uttering the immortal words, ‘Spare the bear!  I will not shoot a tethered animal.’   



O Teddy Bear foi celebrizado pelo psicanalista Winnicott que estudou toda a sua
vida as crianças e o lado infantil dos adultos. Observou que as crianças muito
pequenas podem adormecer pacificamente enquanto tiverem com elas o que designou
como objecto transicional : um urso de peluche – teddy bear
um
brinquedo especial que lhes permitem a passagem de um mundo a outro. 
Para Winnicott o objecto transicional é uma
das primeiras formas de criar um
espaço  entre o eu e o outro. Isto dizia ele, é o
espaço no qual a criatividade, a arte e todas as outras aquisições
culturais
  acontecem. 



Tempos houve em que foram feitos em Portugal agora a fábrica alemã fabrica-os noutro local, ainda assim continuam bonitos:

um teddy bear pra bebés.

Sem comentários:

Enviar um comentário