sexta-feira, 26 de setembro de 2014

lisboa em livro e cinema

1. "Pedi ao motorista para, a caminho de sintra, passar pelo Estoril. ... levou-me por uma estrada, a que chamou marginal, que serpenteia entre lisboa e cascais... Não devem existir muitas estradas no mundo tão bonitas como esta, acompanhando o rio e depois o mar, iluminada por uma luz límpida, esta luz tão rara que este país recebeu como uma dádiva de Deus. " p.197 " enquanto salazar dormia...de domingos amaral


2. um terraço com vista para o tejo, encontro de fim e começo de vida, uma luz que termina no céu de lisboa, não sem antes iluminar um novo caminho a um jovem, tema simples e redentor, positivo da lisboa de 2013.