domingo, 11 de janeiro de 2015

# je suis tout le monde

o cisne quando sente ser chegada
a hora que poê termo a sua vida,
musica com voz alta e mui subida 
levanta pela praia inabitada

deseja ter a vida prolongada,
chorando do viver a despedida;
com grande saudade da partida,
celebra o triste fim desta jornada.

Luís de Camões, sonetos 1595