segunda-feira, 30 de setembro de 2019

RUAS DE LISBOA COM ALGUMA HISTÓRIA: RUA DOS SAPATEIROS

RUAS DE LISBOA COM ALGUMA HISTÓRIA: RUA DOS SAPATEIROS: A RUA DOS SAPATEIROS (antiga RUA DO ARCO DO BANDEIRA) pertence à freguesia de SÃO NICOLAU,

começa na Rua da Conceição em frente do número 119 e finaliza na Praça D.Pedro IV (ROSSIO) no número 6. A Rua dos Sapateiros a que muitas vezes chamamos de Rua do Arco do Bandeira (no entanto continua a ser dos sapateiros), é uma nomenclatura primitiva destinada aos oficiais de São Crispim e Crispiniano, tendo o Marquês do Pombal decidido arrumar os nomes das ruas da baixa de Lisboa, consoante as profissões e respectivos negócios.

Fica entre a Rua do Ouro e a Rua Augusta na sua vertente mais a Norte, ornamentada com um arco, ligando-a à Praça de D.Pedro IV (vulgo ROSSIO).

sábado, 28 de setembro de 2019

Judeus Ilustres de Portugal - Livro - WOOK

Judeus Ilustres de Portugal - Livro - WOOK: prefácio de Miguel Esteves Cardoso: "Omeu pai, como Cardoso e como judeu, sempre me ensinou que a desgraça de Portugal e dos portugueses não teria acontecido (e não existiria hoje) se os judeus não tivessem sido expulsos, pseudoconvertidos à força ou assassinados, pelos fogos pré-nazis da Inquisição, por terem sido obrigados a fingir que eram cristãos-novos. Este livro de Miriam Assor fez-me chorar e gritar de alegria muitas vezes. Está tão bem investigado e é tão bem sentido, na pele e na pena, que não se consegue resistir. Resistir à verdade é mentir. E o livro dela, acima de tudo, é tudo menos mentiroso. A verdade é que nós, portugueses, quer queiramos ou não (acho que a grande maioria quer), somos judeus ou meio-judeus. Somos judeus que não sabem o que são. Somos os sefarditas mais doces e distraídos. Temos, também, a sensibilidade parecida dos árabes, que estiveram cá mais séculos ainda do que os romanos. O livro da querida Miriam, filha do rabino Assor, que retrata com o amor e a verdade de quem sabe que o pai é tão divertido como sábio, é uma lembrança amorosa das dívidas que nós temos. Este livro é um monumento de verdades, dívidas emocionais e de amor. A Miriam escreveu sobre a alma judia dos portugueses e nós, como portugueses, só temos de reconhecer, agradecer e abençoar a alegria, inteligência e tranquilidade do que nos ofereceu. Abençoada sejas, Miriam Assor, tal como o teu pai que me recebeu."

HOJE: "os descendentes destes judeus sefarditas, outrora forçados ao desterro, vissem a justiça restituída, quando, finalmente, a Assembleia da República aprovou por unanimidade, a 12 de Abril de 2013, o projecto de lei que prevê a reatribuição da nacionalidade portuguesa por naturalização aos descendentes de judeus sefarditas portugueses que demonstrem «tradição de pertença a uma comunidade sefardita de origem portuguesa, com base em requisitos objectivos comprovados de ligação a Portugal, designadamente apelidos, idioma familiar, descendência directa ou colateral». O  extraordinário Samuel Levy, (cuja colecção de arte ofereceu ao museu de arqueologia em lisboa) no romper dos anos 40, retornou, a Lisboa e é provável que tenha sido o mais antigo sefardita a readquirir a cidadania dos seus antepassados."

SINOPSE
O célebre médico Amato Lusitano, a empresária destemida Dona Grácia Naci, o famoso naturalista Garcia de Orta, o cientista matemático Pedro Nunes, o pensador Isaac Cardoso, o rabino Isaac Aboab da Fonseca, que, fugido da perseguição que alastrava em Portugal incendiada pelos fogos da Inquisição, encontrou na Holanda a paz para fundar a sinagoga portuguesa em Amesterdão.

Alfredo Bensaúde, fundador e o primeiro director do Instituto Superior Técnico, em Lisboa. A sua filha, Matilde, pioneira da investigação biológica, única mulher entre os criadores da Sociedade Portuguesa de Biologia. 

Alain Oulman, o compositor que revolucionou o fado e que teve como principal divulgadora desse seu infindo talento a voz de Amália. 

O catedrático Moses Amzalak, líder da Comunidade Israelita de Lisboa, que aproveitou a sua proximidade com o ditador Salazar para realizar as operações de socorro aos refugiados do Holocausto. 

Os irmãos Samuel Sequerra e Joel Sequerra, a viver em Barcelona, salvaram cerca de mil compatriotas das mãos nazis. 

Abraham Assor (Tânger, em 7 de setembro de 1920- lisboa 15 outubro 1993) chega a Portugal pouco tempo antes de acabar a Segunda Guerra Mundial e seria, por meio século, o rabino da Comunidade Israelita de Lisboa e que disse: «... o acto da criação simboliza a igualdade essencial dos Homens. Deus não tem preferência»


04-2001

terça-feira, 24 de setembro de 2019

a padaria portuguesa





@foto de Conceição da A Padaria Portuguesa, Lisboa,2014
                                         R. Morais Soares 78, 1900-348 Lisboa
                                             https://www.apadariaportuguesa.pt/

sábado, 14 de setembro de 2019

Humberto Delgado-Uma Campanha Americana - Livro - WOOK



Edição: 09-2019

Campanha Americana - Livro - WOOK: Em 1958, em plena ditadura, as eleições preparavam-se para ser mais uma encenação para manter aparências. Mas, ao contrário do que Salazar desejaria, a corrida para a Presidência da República foi um agitar sem precedentes das águas paradas do Estado Novo: Humberto Delgado, um homem do regime e militar no activo, juntou-se à oposição e candidatou-se, apesar da censura, das intimidações da PIDE e do desfecho previsível e condicionado nas mesas de voto. Influenciado pelos anos que viveu nos EUA, o «General sem Medo» lançou-se numa campanha com um profissionalismo comunicacional inédito no país, de aproximação às pessoas, com slogans e soundbites que perduraram muito além do período eleitoral - como «Obviamente, demito-o» ou «o medo acabou» -, e encheu praças e auditórios pelo país numa onda de entusiasmo democrático há muito apagado. Como este livro reconstitui, a campanha de Humberto Delgado foi um verdadeiro «terramoto político», e a maior ameaça que o Estado Novo enfrentou nos seus 40 anos de existência.

terça-feira, 3 de setembro de 2019

A Fórmula de Deus - Livro - WOOK

A Fórmula de Deus - Livro - WOOK: SINOPSE Nas escadarias do Museu Egípcio em pleno Cairo, Tomás Noronha é abordado por uma desconhecida. Chama-se Ariana Pakravan, é iraniana e traz consigo a cópia de um documento inédito, um velho manuscrito com um estranho título e um poema enigmático.
 O inesperado encontro lança Tomás numa empolgante aventura, colocando-o na rota da crise nuclear com o Irão e da mais importante descoberta jamais efectuada por Albert Einstein, um achado que o conduz ao maior de todos os mistérios: a prova científica da existência de Deus.
Uma história de amor, uma intriga de traição, uma perseguição implacável, uma busca espiritual que nos leva à mais espantosa revelação mística de todos os tempos.
Baseada nas últimas e mais avançadas descobertas científicas nos campos da física, da cosmologia e da matemática, A Fórmula de Deus transporta-nos numa surpreendente viagem até às origens do tempo, à essência do universo e o sentido da vida.


segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Le Grand Livre de la pleine présence - Denys Rinpoché

Le Grand Livre de la pleine présence - Denys Rinpoché:  Le Grand Livre de la pleine présence Pratiquer la pleine présence, c’est vivre heureux et libre, c’est cultiver l’harmonie du bien-vivre ensemble en équilibre avec notre monde. Pratiquer la pleine présence c’est faire du bien à soi, aux autres et à la planète. Le Grand Livre de la pleine présence est une somme exceptionnelle d’enseignements et de pratiques de la mindfulness, la méditation de pleine présence attentive, ouverte et bienveillante, qui est l’essence d’une bonté et d’une sagesse intemporelles. Il guide tout un chacun dans sa pratique de la pleine présence, à son rythme et où qu’il soit. Invitation à une  méditation laïque et humaniste aux bienfaits scientifiquement validés, présentation théorique et pratique avec une méthode d’entraînement en huit étapes adaptées au contexte de notre monde contemporain, mais aussi évocation   de la voie de la pleine présence en tant que philosophie opérative, éthique et spirituelle, ce manuel est un ouvrage fondamental pour tous les étudiants-pratiquants des enseignements de Bouddha, pour les humanistes en quête de l’expérience libératrice, les aventuriers de l’éveil, les révolutionnaires du cœur, les sauveteurs de notre éco